“Bonecos de Santo Aleixo” no ciclo LUA CHEIA, Arte na Aldeia | 27 out. | Coêdo, Vila Real

O ciclo de programação “Lua Cheia, Arte na Aldeia” desenvolvido pelos Peripécia Teatro, volta na lua cheia de outubro à aldeia de Coêdo com o Espetáculo “Bonecos de Santo Aleixo”.

“Lua Cheia, Arte na Aldeia”, é uma iniciativa que pretende dinamizar em 2015 e 2016 o ambiente rural que envolve o espaço de produção e criação dos Peripécia Teatro localizado na aldeia de Coêdo.

A 27 de outubro a companhia CENDREV apresentará o seu espetáculo “Bonecos de Santo Aleixo” pelas 20:00h na sede da Peripécia Teatro na Aldeia de Coêdo.

O público é convidado a levar os seus petiscos e bebida para no final do espetáculo participarem num jantar convívio e numa conversa com os atores.

600p-2

“Bonecos de Santo Aleixo” Estes títeres tradicionais do Alentejo, são títeres de varão, manipulados por cima, à semelhança das grandes marionetas do Sul de Itália e do Norte da Europa, mas diminutos – de vinte a quarenta centímetros.

Os Bonecos de Santo Aleixo, propriedade do Centro Dramático de Évora, são manipulados por “uma família”, constituída por actores profissionais, que garantem a permanência do espectáculo, assegurando assim a continuidade desta expressão artística alentejana.

Conhecidos e apreciados em todo o Portugal, os Bonecos de Santo Aleixo também já participaram em muitos festivais internacionais.

Autoria TRADIÇÃO POPULAR; Interpretação ANA MEIRA, GIL SALGUEIRO NAVE, ISABEL BILOU, JOSÉ RUSSO e VICTOR ZAMBUJO; Acompanhamento Musical (guitarra portuguesa) GIL SALGUEIRO NAVE

Lua Cheia, Arte na Aldeia 600p

O Conceito desta iniciativa é desenvolver a Arte em diálogo com espaços rurais. Um conceito que se desenvolve a partir do epicentro artístico do espaço de Criação dos Peripécia Teatro, estendendo-se, dentro das viabilidades técnicas e financeiras, a espaços de Adoufe e Vilarinho da Samardã, aproveitando os seus potenciais físicos, técnicos e criativos.

Nas noites de Lua Cheia, uma referência de calendário associada ao universo rural e à relação próxima com a natureza, haverá excelentes motivos para a reunião das pessoas. Pessoas da aldeia e da cidade. O pretexto é assistirem a espetáculos que obedecem a um conceito de programação eclético, familiar e inter-geracional.

Contacto: peripecia@peripeciateatro.com